A potência da dança

A potência da dança

Este vídeo é um convite para você dançar em sua esfera vital. Principalmente, se você está se sentindo confusa, insegura e estagnada. Ainda que, vivemos em tempos de incertezas é possível para você encontrar um espaço para manter-se no seu centro, estar receptiva às mudanças e escutar a palavra que vem do Silêncio. ✨Foi em momento de dúvidas, de dor e de perda que descobri a potência da dança em minha vida. Recuperando-me de uma cirurgia na patela e vivendo o processo de luto da morte do meu pai, participei de um curso de dança terapia no Laban Center em Londres. Foi aí que comecei a dançar a minha história a partir das noções de espaço vital ou cinesfera de Rudolf Laban. O legado desse dançarino, coreógrafo e teórico da dança, tem a qualidade extraordinária de nos libertar artisticamente, nos capacitar para encontrarmos nossas raízes, além de nos estabilizar ao ponto de descobrirmos nossas potencialidades e desenvolvermos nossas técnicas e estilo individual de dançar. ✨Atualmente, no meio dessa crise global provocada por essa Pandemia, volto minha atenção mais uma vez para Rudolf Laban em busca de inspiração. Leio em sua biografia que durante os anos de 1914-1919, quando vivia em Zurique, Laban vivenciou um período de dificuldades financeiras, problemas de saúde e de ordem legal. Mas, isso não o paralisou, ao contrario, ele focou nas oportunidades para inventar e experimentar com seus alunos, e deixar um dos seus mais brilhantes ensinamentos pedagógicos: ✨o dançarino deve se entregar à dança não só para a sua independência artística, mas para forjar sua absoluta auto responsabilidade. Dançar na sua esfera vital deve ser acompanhado da pergunta: como ocupo o meu espaço no mundo? Fica aqui o convite para você: 1. Dançar na sua esfera; 2. Explorar seu espaço vital; 3. Manter seu equilíbrio na dança da vida. Saiba mais: www.idamarafreire.com.br #mentoria #idamarafreire #dancesuahistória #laban #kinesfera #equilibrio #dance #dançar

Dance no seu ritmo

Dance no seu ritmo

Qual é o seu ritmo na dança da vida?

Se você está sentindo-se sobrecarregada, estagnada, pesada e isto tem deixado você exausta.

Se você está sentindo-se desmotivada para escrever, resistente para começar um trabalho ou com dificuldades para encontrar a palavra certa.

Pergunto: O que  te preocupa no momento? O que  te causa ansiedade? O que você teme  que aconteça ou que não aconteça?

A poetisa Kathleen Raine escreve: “Compreendo que sou a mesma pessoa, quer esteja esfregando o chão ou escrevendo um poema, que a minha dignidade como ser humano não depende em absoluto do papel que, em um dado momento, sou chamada a desempenhar – pois  esses papeis são apenas eles e as pessoas, livres de todos eles.”

Às vezes é mais fácil vivermos num ritmo de vida que criamos para nos agradar e não para impressionar os outros. Estaremos prontas para  abandonar os pesos que colocamos sobre nossos próprios ombros? Estaremos preparadas para tirar as máscaras?  Estaremos dispostas a abrirmos mão de padrões mentais que nos aprisionam? Estaremos comprometidas em restaurarmos nosso equilíbrio físico, mental e espiritual, retornarmos e contribuirmos para o fluxo criativo da vida?

Se essas perguntas fazem algum sentido para você e, caso você queira explorar  qual é o seu ritmo na dança da vida, convido você para fazer uma Jornada da Descoberta  gratuita, online,  com duração de 15 minutos, para você experimentar como ESCREVER, DANÇAR E MEDITAR, são práticas contemplativas criativas para você manter seu equilíbrio dia a dia.   Envia-me um email para idamara@idamarafreire.com.br

Abraços com Alegria!

Ida Mara

Dança e Memória

Dança e Memória

Workshop Corpografias – Dançar, Escrever e Meditar
Benefícios: Expressar-se criativamente tendo como base o registro de suas memórias corporais; Apreciar suas palavras dançadas; Criar e escrever seu diário sensorial; Desfrutar da alegria e da liberdade de expressão; Cultivar a paz interior.
Transforme: Confusão mental, Sensação de estagnação; Bloqueio criativo; Vergonha ou timidez; Resistência à mudança; Experiências negativas passadas.
Descrição do Processo Criativo Duração: 06 semanas.
Frequência: 01 encontro presenciais semanal
Dia e horário: Sexta-feira das 14:30 às 17:30.
Local: Estação Corpo – Rio Tavares – Florianópolis- SC

“A paralisia pode transformar uma pessoa em coisa? Não, não pode, porque essa coisa pensa. Estou precisando urgentemente de nascer. Está doendo muito. Mas se eu não saio dessa, sufoco. Quero criar. Quero gritar para o mundo: Nasci!!!!” Clarice Lispector
O Workshop Corpografias será oferecido em seis encontros, e se propõe encorajar você a superar suas inseguranças de se expressar criativamente. Nós iremos motivar você a registrar suas memórias corporais, a estruturar sua escrita como um esqueleto, a criar um diário sensorial, e a reconhecer a voz que vem do seu coração. Cada um dos encontros seguirá a sequência dos 21 exercícios propostos no Diário Corpografias.
No primeiro encontro, Dança e Memória, apresentaremos a noção de Corpografias que permeia nosso trabalho, e vamos focar a memória dos ossos ao escovar, dançando, as palavras do nosso ser.

Encontro 1 |Dança e Memória| 30 de Agosto
Diana Gilardenghi é professora, bailarina e coreógrafa. Atua profissionalmente desde 1978. Formada pelo Taller do Teatro San Martin. Em 2000 foi contemplada pelo programa Rumos do Itaú Cultural com o trabalho Crosta. Recebeu, junto a Triz Cia de dança, o Prêmio Klauss Vianna 2008 para a realização de Um Duplo e Klauss Vianna 2011 para o espetáculo Em Constante. Tem extensa atuação como docente, ministrando cursos em escolas, centros de cultura, academias e eventos. Atualmente leciona Dança Contemporânea em Florianópolis e participa do Projeto Corpo Tempo e Movimento contemplado pelo Edital Elisabete Anderle 2014 e 2017.