Comunidade de Amor

Comunidade de Amor

Estou aqui a refletir sobre a noção de comunidade. Lição de casa de um dos ecourse que estou fazendo com a comunidade monástica da monja beneditina Joan Chittister. Eu não sei se vocês sabem, mas, após participar das atividades da Wccm, Comunidade Mundial para a Meditação Cristã, em 2019 durante o retiro de silêncio anual, dirigido pelo monge beneditino Laurence Freeman, aceite o chamado para trilhar a jornada da vida contemplativa. Viver num mosteiro sem paredes. Viver numa Comunidade de Amor. Viver num Mosteiro do Coração.

Desde então eu iniciei uma jornada espiritual, completamente, inusitada. Um caminho que vem sendo há muito tempo pavimentado por experiências com o Sagrado, por exemplo, ser nascida em um lar cristão, e aos 20 anos ter feito minha profissão de fé na Igreja Metodista e prática contemplativa vivida desde 2004. Não poderia jamais imaginar que uma prática diária de meditar duas vezes, poderia transformar o meu viver tão insolitamente. E expandir minha noção de Sagrado e percebe-lo bem no centro da minha vida cotidiana e no meu relacionamentos com as pessoas.

Comunidade. Você deve deve ter notado que meu vocabulário tem mencionado frequentemente algumas palavras: esperança criativa, humildade, hospitalidade, comunidade, etc. Elas são partes dos estudos que tenho feito na Comunidade Mundial da Meditação Cristã – Wccm. Confesso que estou muito animada com essa possibilidade de perceber outros universos que essas palavras contém.

Hoje se fala muito em comunidade, o senso de pertencer é utilizado como gatilho mental na venda dos produtos. Pois, sabem que as pessoas tem uma necessidade vital de pertencer a algo ou a alguém. A pergunta que se faz é se você tem consciência disso? Algumas pesquisas tem mostrado que 95% das nossas ações são motivadas pelo inconsciente! Então, é bom prestar atenção e saber qual é a noção de comunidade que permeia suas memórias inconscientes? É bom também reconhecer quais comunidades você pertence ou gostaria de pertencer? O quanto que você está implicado na sua comunidade e o quanto sua comunidade está implicado em você? Se você pudesse criar uma comunidade, como ela seria? Quem seriam as pessoas? Quais seriam os seus valores? Como seria o relacionamento entre elas? O que fariam juntos?

A monja beneditina Joan Chittister reflete que: Comunidade significa que estamos nisso juntos. Não tem a ver com local, nem com distância. Mas, como servimos e como somos servidos, trata-se de reciprocidade. O que é central é que estamos juntos, e nós usamos nossos produtos por algo maior do que nós,
que “não armazenamos grãos em celeiros”, como dizem as escrituras, para somente nossa própria segurança, mas usamos os lucros do nosso trabalho para o bem dos outros também.”
Como reverberam em você essas palavras de Anthony DeMello:
“Sem um senso de cuidado não pode haver senso de comunidade.”

Que cada dia façamos um ato de carinho, de gentileza, que amplie a nossa Comunidade de Amor.

#comunidade #joanchittister #wccm #meditaçãocristã #laurencefreeman #johnmain #potlacheditora #processoscriativos

Retiros Online Sazonais

Retiros Online Sazonais

Potlach 2021
“Amanhã, está toda a esperança. Por menor que pareça,
existe e é pra vicejar…”

A palavra do ano passado foi esperança. Confesso que eu não tinha a mínima ideia do que nos esperávamos. Essa palavra me ajudou muito fazer a travessia das quatro estações do ano. Já fazem alguns anos que ao escrever meus diários, seleciono uma palavra para inspirar minhas ações durante o ano. Esse ano escolhi a palavra humildade. E você? Já escolheu uma palavra para guiar suas intenções no transcorrer do ano de 2021?
Frutos e flores dos processos criativos

Revisando rapidamente o ano de 2020, iniciamos oferecendo às Jornadas em Dança, em um Retiro de final de semana, para um grupo de mulheres lideres e esposas de pastores da Igreja Metodista da 6a. Região.

Com o início da pandemia e o isolamento social, centramos no oferecimento de serviços online, como por exemplo, a mentoria individual e em grupo.

Uma das novidades foi o oferecimento das sessões individuais de Tapping, T.F.T. Terapia do Campo de Pensamento, conhecida como acupuntura sem agulhas, que auxilia nos tratamentos de emoções negativas, traumas, ansiedade e até mesmo doenças. Esse serviço, foi possibilitado pela minha certificação como terapeuta T.F.T. Algoritmo.

Em maio lançamos o Desafio 21 dias para cultivar o autocuidado acompanhado com o Diário Corpografias.

No mês de agosto juntamente com a Comunidade Mundial para a Meditação Cristã WCCM, propomos o Curso Introdução à Meditação Cristã.

Fechamos o ano com o Workshop Corpografias Equilibre-se com criatividade.

Celebramos o Potllatch a cerimonia da doação de tradição indígena, onde cada um doa ao outro o que tem de melhor.

Contamos com a colaboração de profissionais como Adriana Baptista, Diana Gilardenghi, Jussara Maria da Silva, Marta Cesar e Priscila Cardoso.

E podemos contribuir com
Armazém-Coletivo Elza,
Bengalantes Cia. de Dança da ACIC,
Bonnevaux Centro para Paz,
Ação Social Igreja Metodista Ingleses.

Agenda

Nesse ano de 2021 estamos colocando em prática nossa esperança criativa, tendo a humildade como palavra mestre para guiar nossas ações e proposições.

Estaremos oferecendo Retiros Sazonais acompanhados de processos criativos para você se reconciliar consigo mesma, com os outros e com o mundo.

Retiro de Outono – Reconciliação com meu Corpo + Desafio 21 dias + Diário Corpografias.

Retiro de Inverno – Reconciliação com o outro + Curso online Jornadas do Perdão.

Retiro de Primavera-verão – Reconciliação com o Mundo + Workshop Corpografias + Potlatch Cerimonia da Doação.

Processos Individuais

Atenção. As sessões de mentoria individuais e as sessões de Tapping (acupuntura sem agulha) não vinculadas aos processos criativos serão oferecidas conforme o caso.

Agradecemos por contar com seu apoio, sua participação e divulgação dos nossos processos criativos.
Abraços com Alegria, Ida Mara.

Plante, dance, escreva, medite… Colha, saboreie, partilhe: amor, paz, alegria, paciência, bondade, generosidade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

Participe e divulgue as atividades da Potlach Editora & Ateliê de Arte Contemplativa.

Grupo online de Meditação Cristã, gratuito. Sábado das 16h às 17:30.

Entre em contato: contato.potlach@gmail.com

O que é humildade?

O que é humildade?

Esse ano de 2021 a minha palavra é Humildade.
Leiam aqui um resumo do texto que a psicóloga Joana Simão Valério escreveu:

A humildade tem sido, ao longo do tempo, um conceito pouco compreendido e muitas vezes associado a um significado de fraqueza, subserviência, pobreza ou a uma aparência descuidada e despojada.

A origem etimológica da palavra humildade é derivada no latim, de “humus” que designa terra.

A humildade pode ser entendida como um processo psicológico a partir do qual o indivíduo se relaciona consigo e com os outros de forma realista, mantendo “os pés no chão” e reconhecendo as suas limitações e fragilidades, na medida em que fazem parte da sua verdade e da sua natureza.

Esta capacidade de aceitação e de tolerância dos aspectos mais vulneráveis e dolorosos da nossa personalidade, sem os afastarmos por recurso à repressão, dissociação ou projeção, implica a existência de algum grau de maturidade psicológica que também nos vai permitir estabelecer relações interpessoais sustentadas sobretudo na compreensão em vez de ser no julgamento e na crítica.

A tranquilidade que a humildade proporciona ao assegurar o indivíduo da sua identidade, na qual estão integradas as suas forças e as suas limitações, incrementa definitivamente a qualidade dos seus relacionamentos.

A pessoa com humildade consegue aceitar que, em certos momentos da sua vida, necessita de ser cuidada e é capaz solicitar e de receber esse cuidado por parte do outro sem se sentir rebaixado e humilhado.

Pessoas que se classificam pretensiosamente humildes através de manifestações anti-beleza/sucesso/dinheiro não são genuinamente humildes porque aquilo que verdadeiramente as move e sustenta é uma necessidade de enaltecimento ou um desejo de superioridade. Quem quer mostrar que é humilde não é realmente humilde.

Quando é genuína, a humildade pode estar presente em qualquer contexto ou condição de vida, não é exclusiva de nenhum extrato sócio-econômico e acima de tudo é uma expressão de maturidade psicológica e saúde mental. Leia texto na íntegra https://www.psicologia.pt

#humildade #psicologia #saúdemental #equilibrio #vidasimples