Maracujá Calmante?

Maracujá Calmante?

Contrário ao que muitos pensam, o fruto da paixão não é calmante. Estou aqui observando os frutos do verão. As ramas cheias de maracujás, pendem do muro da vizinha. Generosidade. Vou saborear frutos que não plantei. “Mas, para a surpresa de muitos, o benefício mais comum associado à fruta é um mito: o maracujá não possui propriedades calmantes. “O suco de maracujá não causa sonolência nem promove relaxamento. Ele acaba sendo associado a estes sintomas por estar relacionado à passiflora, nome medicinal da planta maracujá. As substâncias presentes nas folhas podem tranquilizar e dar sono, mas os compostos presentes na fruta não têm o mesmo efeito”, esmiúça a nutricionista Lidiane Santana.
Portanto, só é correto dizer que o efeito calmante está no chá preparado a partir das folhas do fruto.” #processo #frutosdoquintal #maracuja #abundancia #casaejardim #biancaalves #lidianesantananutricionista

O que é humildade?

O que é humildade?

Esse ano de 2021 a minha palavra é Humildade.
Leiam aqui um resumo do texto que a psicóloga Joana Simão Valério escreveu:

A humildade tem sido, ao longo do tempo, um conceito pouco compreendido e muitas vezes associado a um significado de fraqueza, subserviência, pobreza ou a uma aparência descuidada e despojada.

A origem etimológica da palavra humildade é derivada no latim, de “humus” que designa terra.

A humildade pode ser entendida como um processo psicológico a partir do qual o indivíduo se relaciona consigo e com os outros de forma realista, mantendo “os pés no chão” e reconhecendo as suas limitações e fragilidades, na medida em que fazem parte da sua verdade e da sua natureza.

Esta capacidade de aceitação e de tolerância dos aspectos mais vulneráveis e dolorosos da nossa personalidade, sem os afastarmos por recurso à repressão, dissociação ou projeção, implica a existência de algum grau de maturidade psicológica que também nos vai permitir estabelecer relações interpessoais sustentadas sobretudo na compreensão em vez de ser no julgamento e na crítica.

A tranquilidade que a humildade proporciona ao assegurar o indivíduo da sua identidade, na qual estão integradas as suas forças e as suas limitações, incrementa definitivamente a qualidade dos seus relacionamentos.

A pessoa com humildade consegue aceitar que, em certos momentos da sua vida, necessita de ser cuidada e é capaz solicitar e de receber esse cuidado por parte do outro sem se sentir rebaixado e humilhado.

Pessoas que se classificam pretensiosamente humildes através de manifestações anti-beleza/sucesso/dinheiro não são genuinamente humildes porque aquilo que verdadeiramente as move e sustenta é uma necessidade de enaltecimento ou um desejo de superioridade. Quem quer mostrar que é humilde não é realmente humilde.

Quando é genuína, a humildade pode estar presente em qualquer contexto ou condição de vida, não é exclusiva de nenhum extrato sócio-econômico e acima de tudo é uma expressão de maturidade psicológica e saúde mental. Leia texto na íntegra https://www.psicologia.pt

#humildade #psicologia #saúdemental #equilibrio #vidasimples

300 Dias Para Se Chegar Ao Mar

300 Dias Para Se Chegar Ao Mar

Que medida devo usar para chegar até o mar?

300 passos
300 dias

A cigarra cantou
Avisou que o verão chegou
O mar me chamou
Aqui estou.

“Quando corpo pede
um pouco mais de alma.
A vida é tão rara…”


Foram 300 passos dados
Após 300 dias longe do mar.

“Sabe lá
O que é morrer de sede
Em frente ao mar
Sabe lá?”


Vamos djavanear o que é de bom?

Não sei ao certo quantos foram os dias que não banhei-me no mar do campeche.
Mas, bem sei que todos os dias me banho no mar do Amor.

Rubem Alves escreveu que Deus é um oceano de Amor.

Minha palavra do ano 2020: Esperança.
Como ela está sendo necessária para fazer essa travessia.
Inspirada na esperança criativa desejo que em 2021
nossos passos sejam contados na dança da vida.
Nossas palavras transformem poeticamente a realidade.
E nosso coração seja dedicado ao Amor.
Feliz Ano Novo!!


#anonovo #campeche #lenine #djavan #meditação #escritacriativa #caminhada #dançar #dancesuahistória