Advento: tempo de espera…

Advento: tempo de espera…

Espera. Moramos nas ausências. Elas são o lugar do nosso corpo.

Choramos quando o mundo se enche de ausências e o desejo não tem o que abraçar. E rimos quando vislumbramos, no meio das ausências, pequenas promessas, fragmentos daquilo por que o desejo suspira.

[…] O gesto inútil: não revelará ele a secreta e louca suspeita de que, talvez, não será tão inútil como parece? As palavras diziam da inutilidade. Mas a sua beleza diz da esperança: de alguma forma aquilo que foi perdido no passado será reencontrado no futuro. E é só por isso que vale a pena guardá-lo na memória, como palavra, como celebração, como sacramento…

Esperança é isto: guardar teimosamente a sombra de que se perdeu na recusa de abandoná-lo no ‘nunca mais’. E dizemos: ‘estou esperando…’ (Rubem Alves) #advento #rubemalves #floresdomeujardim #alamanda #esperança #celebração